O inbound marketing já é, atualmente, uma das estratégias de marketing digital mais usada pelas empresas de TI. Para se ter uma ideia, de acordo com um levantamento feito pelo Content Marketing Institute, 58% das empresas B2B da área de tecnologia pretendem investir nesse tipo de estratégia de marketing durante os próximos anos.

E isso não é por acaso, afinal o inbound marketing tem uma premissa diferenciada quando comparado ao marketing tradicional, buscando se relacionar melhor com os prospects, educar a clientela e ajudar essas pessoas a enxergarem valor na solução que você oferece.

Se você já se convenceu que essa é a melhor saída para o seu negócio, mas ainda não sabe por onde começar, nós vamos lhe ajudar. Continue a leitura e veja como fazer um planejamento de marketing digital para empresas de TI. Confira!

 

Como funciona o inbound marketing?

Antes de pensar em qualquer estratégia é essencial que você compreenda de que maneira o inbound marketing funciona, para, assim, criar um planejamento que seja realmente efetivo e que traga resultados reais ao seu negócio.

A base de qualquer estratégia de inbound marketing são os fluxos de informação que visam tanto atrair clientes e prospects, como nutrir esses leads, até que eles estejam prontos para serem abordados pelas suas equipes de vendas.

Como as vendas de software e soluções em TI geralmente são consideradas vendas complexas (e que exigem um tempo maior de contato com os leads), o inbound marketing é uma solução perfeita, porque permite que você acompanhe de perto a jornada dessas pessoas, com várias possibilidades de automação, custos reduzidos e ótimos resultados.

Assim, ao invés de usar de técnicas invasivas e persuasivas, como no marketing tradicional, você deverá pensar em conteúdos ricos e informativos que atuem tanto despertando a atenção de possíveis compradores, como também ajudando aqueles leads que ainda têm dúvidas sobre a sua solução a optarem pelo seu negócio.

Esses conteúdos podem ser distribuídos em uma variedade de formas, como por meio de blog posts no seu blog corporativo ou em de empresas parceiras, nas redes sociais, pelo e-mail marketing e ainda através de contatos ainda mais próximos, como webinars e hangouts.

 

Por onde começar a estratégia de marketing digital para empresas de TI?

Agora que você já compreendeu melhor o inbound marketing (e entendeu como ele realmente pode trazer benefícios reais ao seu negócio) é hora de começar a colocar a mão na massa. Para isso, montamos alguns pontos-chaves que devem ser seguidos, independentemente do porte da sua empresa.

 

Crie suas buyers personas

Por que o inbound marketing é tão mais eficiente quando comparado às estratégias tradicionais de marketing? Porque ele entende as dores dos seus possíveis clientes e trabalha diretamente nesse sentido. Assim, é extremamente importante que você comece a sua estratégia de marketing digital para empresas de TI fazendo um mapeamento das suas buyer personas, ou seja, dos seus possíveis compradores.

No setor B2B é possível que você tenha algumas várias buyer personas que se relacionam com a sua empresa antes de fecharem a compra (como o gestor de compras, o especialista interno em TI, o gestor geral e assim por diante). Você também notará que as “dores” desse público serão diferentes das voltadas ao B2C, afinal, geralmente eles estão mais preocupados com eficiência e custos, do que com o lado emocional da compra.

Alguns pontos que ajudam você a guiar a criação da sua persona são:

  • nome, idade, profissão, estado civil, onde mora;
  • mídias que consome informação (on e offline);
  • principais dificuldades que a sua empresa pode ajudar a resolver;
  • principais pontos que busca nas empresas antes de fechar negócio (empresas altamente tecnológicas, com preocupações socioambientais, etc.).

Ao criar suas buyers personas, você começará a entender melhor o que os seus consumidores esperam do seu negócio e dos seus produtos e serviços – e como suas campanhas de marketing poderão ajudar nesse sentido. Por isso, é muito importante que essas personas sejam criadas a partir de dados reais dos seus clientes ou possíveis clientes, de preferência com uma pesquisa em campo, colhendo dados dessas pessoas – e não fazendo tudo no “achismo”.

 

Mapeie as palavras-chaves e defina seus concorrentes

Ao criar suas personas, você terá muito mais dados sobre os pontos-chave que a sua empresa precisa resolver para que esses leads se tornem clientes. Agora, tente pensar como eles navegariam na internet em busca de informação sobre o que você faz e vende, mapeando as palavras-chaves mais importantes para o seu nicho de atuação.

Lembre-se de focar também nas palavras-chaves de cauda longa, ou seja, àquelas que formam frases ou expressões e que também podem ser usadas pelas suas personas. A grande vantagem é que essas palavras-chaves geralmente possuem uma concorrência menor, sendo muito indicada para quem está começando a montar sua estratégia de inbound marketing.

Aproveite para pesquisar quem são seus principais concorrentes no mundo virtual, ou seja, àqueles sites e blogs que estão melhor colocados para as suas palavras-chaves e tente entender o que eles fazem de estratégia.

 

Crie um calendário editorial e defina seus canais

Como dissemos no tópico anterior, os fluxos de informação são essenciais em qualquer estratégia de inbound marketing e por isso é fundamental que você invista em produzir conteúdos ricos, informativos, diferenciados e gratuitos para todas as etapas do funil de vendas (ou seja, tanto para aqueles leads que ainda estão estudando o mercado e nem sabem das soluções que você oferece, como para aqueles que já estão pesquisando empresas para fecharem negócios).

Baseado nas palavras-chaves e nas dúvidas das suas personas crie o calendário editorial com temas a serem explorados tanto no seu blog corporativo, como também nas captações de leads (com materiais ricos nas landing pages) e ainda nas mídias sociais e nos disparos de e-mail marketing.

Aproveite esse momento para definir também as redes sociais que você irá usar, baseado na sua pesquisa da persona, escolhendo aquelas que têm maior relevância para o seu público.

Depois de montado esse “esqueleto”, comece a colocar a sua estratégia para rodar e não se esqueça de definir os principais indicadores de resultados e métricas que você deverá ficar de olho, como engajamento com suas publicações, número de novos leads captados, número de visitas no seu site e blog, número de leads inscritos na sua newsletter, e assim por diante.

Com essas dicas, ficou mais fácil criar a sua estratégia de marketing digital para empresas de TI? Se você curtiu esse conteúdo, compartilhe-o em suas redes sociais e ajude os seus amigos a melhorarem a perfomance das suas campanhas digitais.

Redação Lince